Audiência Pública: Verificação de autodeclaração de negros e indígenas e combate a fraudes

20/11/2017 17:16
 
O evento que vai acontecer no dia 23 de novembro das 19h às 22h no Auditório de Graduação de Ciências da Saúde.
O evento tem como objetivo, recolher sugestões sobre a forma de realizar a verificação de autodeclaração de ingressantes por cotas pretos, pardos e indígenas e vagas suplementares para negros nos cursos de graduação da UFSC.
O evento conta com a participação do Ministério Público Federal, a UFPR, a OAB e o Conselho Estadual das Populações Afro descendentes de Santa Catarina CEPA/SC.

A UFSC diz NÃO à violência contra a Mulher

14/11/2017 18:52

UFSC – 9 DIAS DE ATIVISMO NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Inscrições Aqui para as mesas (24/11):

15h-16h: Mesa Redonda 1- Violência contra a Mulher na UFSC e entornos;
16h – 18h: Mesa Redonda 2- A violência percebida pelas mulheres da UFSC.

Inscrições Aqui para Mini-curso (05/12):

Mini-curso: Masculinidades e Violências

– Facilitador: Psicólogo Daniel Lima (Pernambuco)
08h – 12/ 14h – 18h
Local:Sala 107A Bloco I -Centro de Ciências da Saúde UFSC
Vagas Limitadas: 25

Inscrições Aqui para a mesa (06/12):

19:15h -21h Mesa Redonda: Homens pelo Fim da Violência contra Mulher.

 

 

 

NOTA

02/10/2017 15:06

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades se encontrará fechada nos dia 02 (hoje) e 03 de outubro.

Ações Afirmativas UFSC em 2018

20/09/2017 21:01

Com as inscrições do Vestibular UFSC 2018 em andamento, algumas dúvidas sobre as ações afirmativas podem surgir.

Confira o que são as ações afirmativas, como ingressar na UFSC e como estão distribuídas as vagas da UFSC em 2018:

 

Folder 2: O Vestibular UFSC 2018 teve mudanças. Confira a explicação no folder.

 

Valdemiro Machado é quilombola e se formou em Medicina na UFSC.

Programação do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência na UFSC

20/09/2017 20:04

Nesta quinta-feira, 21 de setembro, acontecerão eventos relacionados ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Na UFSC, a Coordenadoria de Acessibilidade Educacional (CAE/SAAD) e o Conselho Regional de Psicologia (CRP) – este último com o apoio do Núcleo de Estudos sobre Deficiência e o Programa de Pós-graduação em Psicologia (PPGP) -, realizarão atividades referentes à data que se estenderão das 8h30 até às 21h.

PROGRAMAÇÃO:

No mini-auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), a Coordenadoria de Acessibilidade Educacional promoverá:

Mesa-redonda “Relato de experiência de estudantes com deficiência no ensino superior” das 8h30 às 10h.

Mesa-redonda “Relatos sobre práticas docentes acessíveis na UFSC” das 10h30 às 12h.

No auditório do Espaço Físico Integrado (EFI), o Conselho Regional de Psicologia (CRP) promoverá:

Credenciamento às 13h.

Mesa de abertura às 13h45.

Mesa “Gênero, Deficiência e Movimentos Sociais” às 14h.

Conferência “Índice de Funcionalidade Brasileiro (IFBr) e acesso às políticas sociais: desafios para implementação com base nos pressupostos do modelo social da deficiência” às 16h30.

Palestra “Práticas psicossociais voltadas à garantia dos direitos humanos das pessoas com deficiência” às 18h30.

Encerramento às 20h30.

 

Para participar dos eventos promovidos pelo CRP, é necessário se inscrever pelo site.

 

 

Inscrições abertas para curso de capacitação sobre o processo de validação de renda

15/09/2017 17:45

Estão abertas as inscrições para o curso de capacitação “Política de Ações Afirmativas da UFSC: Aspectos gerais sobre o processo de validação de renda”. O curso, que será promovido pela SAAD em parceria com a CoAE’s e o Profº Sérgio Murilo Petri, é direcionado para pessoas que se interessem em participar da comissão de validação de renda dos ingressantes em 2018.

O objetivo do curso é “qualificar os participantes para realizar a validação de renda, atribuindo conhecimentos práticos acerca da análise documental e da entrevista, bem como ampliar os conhecimentos sobre a política de ações afirmativas.”

As inscrições seguem até o dia 1º de outubro e devem ser feitas pela internet pelo site Portal de Capacitação. As aulas serão separadas em três módulos e serão feitas online (09/10 a 27/11) e presencialmente (13/11 ou 27/11 – a confirmar).

Para mais informações sobre os pré-requisitos, número de vagas, carga horária e instrutores, acesse aqui e procure o link “detalhes” do curso. Caso tenha outras dúvidas, é possível entrar em contato com a SAAD pelo telefone 3721-6226.

 

 

Escola Afro Popular de Formação Política Leonor de Barros

15/09/2017 13:21

A Escola Afro Popular de Formação Política Leonor de Barros realiza no dia 16/9 dois cursos. Pela manhã o sociólogo João Carlos Nogueira apresenta “Guerreiro Ramos”, sua obra e as articulações para os desafios contemporâneos.

No período vespertino, Jeruse Romão apresenta “A Africa e os Negros no pensamento de Paulo Freire”, um debate essencial para articular as políticas negras campo da educação para a transformação e para a liberdade.

As duas ênfases resultam de estudos dos militantes e pesquisadorxs ngrxs catarinenses, inovadores e necessários para a rearticulação do projeto político de combate ao racismo.

 

Inscrições pelo do email : jeruse13@gmail.com

Investimento: 40,00 cada módulo

Local: Florianópolis

Vagas de Estágios- Justiça Federal

15/09/2017 13:09

A SAAD está divulgando as seguintes vagas de estágio da Justiça Federal:

1-Direito

2-Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Tecnologia da Informação

3-Administração, Administração Pública, Arquivologia, Biblioteconomia, Enfermagem e Psicologia

Como consta nos Editais, 20% das vagas são reservadas para pessoas negras que se autodeclararem no momento da inscrição e 10% para pessoas com deficiência. Os prazos, documentos, reserva de vagas e demais informações estão disponíveis para consulta nos links acima.

 

 

As cotas na UFSC mudaram, agora incluem pessoas com deficiência

28/08/2017 10:08

A Política de Ações Afirmativas da UFSC mudou para o ingresso em 2018, em relação a 2017. Elas incluem cotas para pessoas com deficiência, definidas pela Lei 13.409/2016, que modificam a Lei Federal de Cotas (12.711/2012), e continua a oferta de vagas suplementares para negros de qualquer percurso escolar (2 por curso), indígenas (total de 22) e quilombolas (9 no total).

O Conselho Universitário decidiu no final de junho de 2017 modificar alguns aspectos da Resolução Normativa 52/2015.

Ele incluiu o efeito da Lei 3409/2016, que reserva 22% das vagas de cotas (que são 50% do total) para pessoas com deficiência. Em relação ao total de vagas, serão 11%. Agora há 8 tipos de cotas.

Para tornar mais fácil de entender, vamos comparar as cotas de 2017 e 2018.

1) O que não muda:

  1. 70% das vagas de cada curso serão ocupadas pelo vestibular e 30% pelo SISU;
  2. Continua a reserva de 50% de vagas do total de cada curso (tanto vestibular quanto SISU) para egressos de escolas públicas;
  3. Continua a reserva de 25% de vagas do total de cada curso (tanto vestibular quanto SISU), para renda menor que 1,5 SM;
  4. Continua a reserva de 16% de vagas do total de cada curso (tanto vestibular quanto SISU) para autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI);
  5. Continua a verificação de autodeclaração de renda menor que 1,5 SM e dos indígenas/quilombolas de vagas suplementares.

2) O que muda:

a) Cada uma das cotas acima passa a reservar 22% para pessoas com deficiência, com a seguinte distribuição de vagas:

ANTES (2017)

DEPOIS (2018)

17% – renda maior que 1,5 SM e sem declaração de cor/raça

13,26% – renda maior que 1,5 SM, sem declaração de cor/raça e SEM deficiência

3,74% – renda maior que 1,5 SM, sem declaração de cor/raça e COM deficiência

8% – renda maior que 1,5 SM – PPI

6,24% – renda maior que 1,5 SM, PPI e SEM deficiência

1,76% – renda maior que 1,5 SM, PPI e COM deficiência

17% – renda menor que 1,5 SM e sem declaração de cor/raça

13,26% – renda menor que 1,5 SM, sem declaração de cor/raça e SEM deficiência

3,74% – renda menor que 1,5 SM, sem declaração de cor/raça e COM deficiência

8% – renda menor que 1,5 SM – PPI

6,24% – renda menor que 1,5 SM, PPI e SEM deficiência

1,76% – renda menor que 1,5 SM, PPI e COM deficiência

b) As autodeclarações de indígenas do PPI serão verificadas como as dos indígenas das vagas suplementares (declaração de três lideranças indígenas reconhecidas e da FUNAI de pertencimento ao povo indígena declarado na inscrição);

c) As autodeclarações de pretos e pardos do PPI e dos negros das vagas suplementares serão verificadas por uma comissão;

d) As autodeclarações de pessoas com deficiência de qualquer renda ou cor/raça serão verificadas por uma comissão.

*Verificação PPI  antes era só indígenas e quilombolas.

 

Editais e Leis 

 

Abaixo colocamos a Lei nº 13.409/2016  e a Portaria Normativa MEC n° 09/2017,  que apresentam a proporção de vagas e o preenchimento de vagas no caso de não preenchimentos nas cotas. Estas foram a base da Resolução no. 101/CUn/UFSC/2017.

  •  LEI Nº 13.409, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2016. 9 (Altera a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, para dispor sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnico de nível médio e superior das instituições federais de ensino).
  • Portaria Normativa nº 9/2017 – Altera a Portaria Normativa MEC n° 18, de 11 de outubro de 2012, e a Portaria Normativa MEC n° 21, de 5 de novembro de 2012, e dá outras providências.
  • Edital com mudanças no concurso, Vestibular 2018 – Edital 06/COPERVE/2017

Qualquer dúvida, consulte a Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades.

 

 

 

 

 

 

SAAD promove intervenção em parceria com a Comissão de Igualdade Racial da OAB/SC

23/08/2017 20:04

Nesta sexta-feira (25) e na segunda-feira (28), das 10h às 15h, a Comissão de Igualdade Racial da OAB em parceria com a Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades, fará uma intervenção na UFSC para a conscientização contra a discriminação racial. A ação será realizada em decorrência de atos racistas contra estudantes que ocorreram na Universidade, no segundo semestre de 2016.

Com a distribuição de panfletos e orientações jurídicas, o objetivo é a conscientização da comunidade universitária para o combate ao racismo, através do conhecimento da legislação e dos locais de denúncia no âmbito estadual e local (UFSC). Uma tenda será montada em frente a Reitoria I e os interessados poderão tirar dúvidas e receber orientações.

 

O QUE: Intervenção da OAB/SC contra discriminação racial

QUANDO: 25/08 (sexta-feira) e 28/08 (segunda-feira), das 10h às 15h

ONDE: em frente a Reitoria I

 

 

 

Fontes: OAB/SC

Descolando Velcro aborda Visibilidade Lésbica

22/08/2017 12:19

 

No mês da Visibilidade Lésbica, a Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC, promove o evento Descolando Velcro, que tem o objetivo de discutir os assuntos que cercam a vida das mulheres lésbicas.

Veja a programação:

Dia 1 (TERÇA-FEIRA) 29/08/2017:

· Passeata Pela Visibilidade e Contra a Lesbofobia
Horário: A partir das 11h
Ponto de Encontro: Praça da Reitoria I

· Mesa de Debates Sobre Resistência e Visibilidade Lésbica
Horário: Das 19h às 22h
Local: Auditório do Centro de Ciências da Saúde – CCS/UFSC

PROGRAMAÇÃO da Mesa de Debates:
19h00 – Abertura

Sapatão: Desobedecendo à Norma.
Ministrante: Ca Butiá

A hetero-cis-norma da/na medicina: (re)pe(n)sado os corpos, as práticas e o (auto)cuidado à saúde
Ministrante: Ana/Alejandro Mujica

Sapatravestilidades: Corpos e Afetos Possíveis
Ministrante: Raíssa Éris Grimm

Maternidade Lésbica
Ministrante: Ana Amorim

Debatedora: Miriam Pillar Grossi

Este debate também possui o propósito de elaborar e aprovar uma Carta endereçada à Associação de Ginecologia e Obstetrícia de Santa Catarina (SOGISC), com vistas a dar visibilidade lésbica no atendimento à saúde.

Dia 2 (QUARTA-FEIRA): 30/08/2017

· Piquenique/ Isoporzinho Sapatão
Tragam suas comidinnhas, seu isoporzinho, seus afetos e vivências para compartilharmos.
Horário: Das 10h às 13h30
Local: Praça da Reitoria I

· Oficina de Reparos e Reformas para a Autonomia da Mulher
Horário: Das 13h30 às 15h
Local: Praça da Reitoria I
Ministrada por Kika Santos, com a colaboração de mulheres que também queiram trocar experiências e transmitir conhecimentos em reparos domésticos como: troca de resistência de chuveiro, circuitos e instalações elétricas, marcenaria básica, parafusadeira, serras, e outros.

· Oficina de Auto Defesa para Mulheres
Horário: Das 16h às 18h
Local: Hall da Reitoria
Ministrada por Fernanda Tourinho, com a colaboração de mulheres que também queiram trocar experiências e transmitir conhecimento em auto-defesa. (vir com roupa para exercício físico)

 

Cronograma de Validação da Autodeclaração de Renda – 14ª chamada do Vestibular UFSC e 12ª chamada do SISU/UFSC 2017

18/08/2017 16:49

Conforme o Edital nº31 da 12ª chamada do SISU 2017 e Edital nº 30  da 14ª chamada do Vestibular 2017, está disponível o cronograma de validação de renda que acontecerá na próxima  quinta-feira,  24/08 O candidato deve ficar atento a data, local e horário da validação de autodeclaração de renda do seu respectivo Campus. É necessário também que o candidato compareça com todos dos documentos exigidos.

Os formulários e documentos necessários estão disponíveis no site equidade.saad.ufsc.br/ e no anexo I da Portaria nº 02 – SISU e anexo I da Portaria nº 01 Vestibular 2017.

Caso o candidato tenha dúvidas, entrar em contato com a SAAD pelos telefones 3721-4268/6226.

 

CRONOGRAMA DE VALIDAÇÃO DE AUTODECLARAÇÃO DE RENDA PARA TODOS OS CURSOS 
Data: 24/08/2017 (quinta-feira)

Florianópolis

Local: SAAD, Piso Térreo da Reitoria.

Horário: 13h às 16h.

Informações: (48) 3721-6226

Araranguá

Horário: 8h30 às 11h.

Informações: (48) 3721-2171

Blumenau

Horário: 9h às 12h.

Informações: (48) 3721-3359

Curitibanos

Horário: 13h30 às 16h30.

Informações: (48) 3721-2188

Joinville:

Horário: 13h30 às 16h.

Informações: (48) 3721-6260.

 

 

 

 

 

 

Aula magna na UFSC reúne temas importantes e atuais

09/08/2017 20:44

Aconteceu hoje, 09, a aula magna com os temas “Liderança e protagonismo feminino em tempos de inovação” e “Inclusão de pessoas com deficiência”. A executive coach e psicóloga, Walérya Carriço; e a advogada e vice-presidente da comissão da OAB/SC dos direitos da pessoa com deficiência, Dagliê Colaço ministraram aula e a secretária Profª Francis Tourinho foi a mediadora.

Analisando a presença da mulher nas lideranças de empresas e os comportamentos do cotidiano que podem reforçar ou não o protagonismo feminino, Walérya Carriço explicou os processos da construção cultural que interferem nos mecanismos de empoderamento da mulher e de minorias sociais. A executive coach também explicou que “é necessário ouvir a todas/os para que incentivar e melhorar o protagonismo feminino nas Universidades”.

Diversas leis brasileiras de inclusão garantem os diretos das pessoas com deficiência. Durante a apresentação da aula, Dagliê Colaço explicou estas leis e as normas da ABNT que garantem a acessibilidade nos espaços públicos e privados. Nas Universidades, a advogada comenta sobre as mudanças necessárias para um ambiente mais inclusivo. “As barreiras sociais são vencidas juntos. O comportamento dos alunos sem deficiência precisa mudar, os professores precisam pensar no trabalho deles, em como uma aula pode ser mais inclusiva e acessível. Os pais, a sociedade e o aluno precisam estar juntos” explica.

A vice-reitora, Profª Alacoque Lorenzini Erdmann e o reitor, Luiz Cancellier, também estiveram presente na aula. O reitor, em sua fala, afirmou a importância dos temas discutidos na aula magna para a UFSC. “A escolha dos temas desta aula tem a ver com as políticas que estamos implementando na Universidade através da Secretaria de Ações Afirmativas.”